Editora da Vogue diz que não convidará mais Donald Trump para famosa festa de NY

Por Marcelo Bernardes

O Met Ball, o mais famoso jantar-festa do mundo, organizado pela editora da Vogue americana Anna Wintour em parceria com o Museu Metropolitan, de Nova York, costuma repetir sua lista de convidados famosos. Anualmente, no mês de maio, Wintour continua a mandar convites para nomes como Madonna, Beyoncé, Gisele Bündchen, George Clooney e Rihanna. Mas um convidado ilustre foi tirado da lista: Donald Trump.

Em rara entrevista, Wintour revelou ao apresentador de talk show James Corden, na noite de quarta (25), que não pretende mais convidar o presidente dos Estados Unidos que, desde a década de 80, frequentou vários dos Met Balls, a maioria deles em companhia da primeira-dama Melania Trump.

Sob aplausos do público, Wintour fez a revelação num quadro do programa “The Late Late Show”, da rede CBS, no qual Corden faz o convidado ilustre comer “algo nojento”, caso o último não responda a uma pergunta honestamente. Se Wintour tivesse mentido (ou recusado) ao responder sobre o nome eliminado de sua concorrida lista de convidados , a “pena” dela teria sido provar um pedaço de pé de porco em conserva.

A editora da Vogue, porém, não conseguiu escapar de abocanhar uma pizza encoberta por fatias de bacon. Desafiada por Corden a listar, em ordem de preferência, o trio de designers da moda americana Tom Ford, Marc Jacobs e Ralph Lauren, a editora disse: “Tom Ford, mas somente pelo fato de ele ter sido minha companhia de jantar ontem à noite”. Wintour recusou a citar o segundo e terceiro lugares. “Eles são todos mestres em seus universos”. Depois de comer (com dificuldade) um pedaço da pizza, que ela achou “muito gordurosa”, Wintour revelou a Corden não se lembrar da última vez que havia comido pizza. “Não acredito que você acabou de fazer isso”, disse Corden para a editora. “Nem eu!”, ela responde.

Na última pergunta de Corden para a editora, sob a ameaça de fazê-la comer um hambúrguer com queijo e bacon envolto em pão doce, o apresentador quis saber de um antigo rumor de que Wintour teria transado com Bob Marley, na década de 70, quando ela era editora-assistente da revista Harper’s Bazaar. “Como era ele na cama?”, perguntou o apresentador. “Isso é notícia falsa. Eu nunca o conheci”, refutou Wintour. Perguntada se “teria ido para a cama”, caso tivesse tido a oportunidade de encontrar o músico jamaicano, morto em 1981, a editora da Vogue respondeu: “Sim, absolutamente!”