Projetos para o muro na fronteira dos EUA ficam prontos

Por Marcelo Bernardes

Foi encerrado na terça (4), o deadline para que as companhias interessadas em construir o polêmico muro na fronteira entre o México e Estados Unidos, uma das principais promessas da campanha do presidente Donald Trump, entregassem seus projetos.

Segundo a agência Associated Press, cerca de 200 empresas manifestaram interesse em desenvolver o projeto para o Serviço de Alfândega e Proteção de Fronteira dos Estados Unidos. A orientação dada foi a de que os protótipos deveriam ter nove metros de comprimento e entre 5,5 e nove metros de altura.

Alguns dos projetos colocam ainda mais fogo na polêmica de uma já bizarra e custosa ideia. Empreiteiras e companhias de design estão preocupadas com ataques hostis da população e grupos contrários à construção. Segundo o jornal “Washington Post”, funcionários de algumas companhias latinas que decidiram participar da licitação sofreram ameaças de morte.

Um comunicado oficial sobre os vencedores será divulgado em 1o. de junho. A estimativa é de que o projeto para cobrir os 3.219 quilômetros da fronteira custe US$ 38 bilhões.

Abaixo algumas das ideias:

Projeto da empresa Otra Nation (incluindo foto acima da manchete deste post) destoa dos demais, pois não existe um muro físico para separar as fronteiras, mas sim um trem aéreo chamado de Hyperloop. (Foto: Otra Nation)

 

Painéis solares para recuperar o alto investimento da construção é a proposta da companhia de Las Vegas, Gleason Partners. (Foto: Gleason Partners)

 

A Manatts Construction, com sede em Iowa, propôs muro com inscrições (pagas) de nomes da árvore genealógica de famílias, visando dimunuir os custos do governo americano com a obra. (Foto: Manatts)

 

“Terra Batida” é o nome do projeto em concreto da WTC Construction para “refletir a beleza das terras da fronteira”. (Foto: WTC Construction)

 

Projeto da companhia Penna Group, com sede no Texas, cria mais polêmica ainda. A tela metálica do lado americano permite a visão das terras mexicanas. Do outro lado, o vidro temperado bloqueia a visão dos mexicanos. (Foto: Penna Group)

 

Close-up do projeto “estético’ da iCON Wall Solution. Pedras e cristais são misturados ao concreto para “efeito artístico para olhos” e, ao mesmo tempo, cria dificuldades para o muro ser escalado. (Foto: iCON Wall Solution)