Banido por grandes empresas, “O’Reilly” apela para comerciais de dentaduras e travesseiros

Por Marcelo Bernardes

O apresentador Bill O’Reilly ainda não se desculpou publicamente durante a transmissão de seu programa de notícias, “The O’Reilly Factor”, apresentado hoje à noite (5) pelo canal Fox News.

Foi a terceira apresentação do programa depois que uma reportagem do jornal “The New York Times, publicada no sábado (1o.),  detalhou os acordos financeiros, na casa dos US$ 13 milhões, que a rede Fox News fez com cinco mulheres que acusaram O’Reilly de assédio sexual. O Times teve acesso a documentos do testemunho das mulheres – algumas do staff do programa de O’Reilly, outras comentaristas convidadas – em que foram relatados desde aproximações indesejadas até telefonemas em que algumas dela notaram ruídos que indicavam que O’Reilly estava se masturbando do outro lado da linha.

Desde a publicação da reportagem, 34 companhias suspenderam anúncios de seus produtos durante os intervalos do programa, entre elas a Mercedes-Benz, Bayer e BMW.

Em vez de um remédio da Bayer ou de um carro da Mitsubishi, “The O’Reilly Factor” teve comercial de implantes dentários, que geralmente são exibidos de madrugada. (Foto: Reprodução)

Para aqueles que gostam de bons comerciais, foi uma depressão assistir às inserções publicitárias do “The O’Reilly Factor”. Parecia mais um programa exibido às 4h da manhã, do que um em pleno começo do horário nobre da TV americana, às 20h.

Os anúncios tapa-buracos, remanejados para o lugar dos comerciais bem acabados das grandes empresas, consistiram em travesseiros “made in America”, implantes dentários, colchões, loja liquidando vestidos, serviços de enfermagem para idosos, remédio contra colite, e de um escritório especializado em limpar o nome daqueles com crédito ruim.

De companhias mais reconhecidos, somente dois comerciais: um da rede de hotéis Crowne Plaza, outro da emissora de TV a cabo AMC, anunciando seu novo seriado, “The Son”, com Pierce Brosnan,.

Abaixo fotos de alguns dos comerciais tapa-buracos:

Loja popular anuncia liquidação de vestidos. (Foto: Reprodução)

 

Serviço de enfermeiras para pessoas idosas. (Foto: Reprodução)

 

Comercial de remédio contra colite. (Foto: Reprodução)