Revista ‘EW’ revela alguns segredos da volta de ‘Twin Peaks’

Por Marcelo Bernardes

Após 25 anos da estreia de “Twin Peaks”, o diretor e co-criador da série mais cultuada da TV americana, David Lynch, 71, revisita um dos maiores sucessos de sua carreira. O canal Showtime exibe, a partir do dia 21 de maio, o novo revival da série, que vem embalado por muito mistério. Com acesso exclusivo ao diretor e seu famoso elenco, a revista “Entertainment Weekly” desta semana, que chegou às bancas americanas hoje (24), criou três capas diferentes para colecionadores. Uma delas só está disponível na livraria Barnes & Noble.

Sheryl Lee, David Lynch, Kyle MacLachlan e Sherlyn Fenn em uma das capas da “EW” (Foto: Reprodução)

Na entrevista, Lynch explica que quis voltar a explorar o universo da personagem Laura Palmer (interpretada por Sheryl Lee) porque ele “adora” aquele mundo e as pessoas dele. Mas o diretor se recusou a confirmar pequenos detalhes como se a obsessão dos personagens, pra lá de fetichista, por gulodices do desjejum, como café, donuts e torta de cereja, voltam com força total. Pelo menos, na capa da EW, Lynch aparece fumando ao lado de seis donuts. “É muito bonito quando você entra em outro mundo sem saber as coisas que vai encontrar”, disse Lynch à revista sobre o clima de mistério.

Lynch desdenha o termo “episódio” e chama seu “Twin Peaks” 2.0 de “um filme em 18 capítulos”. O diretor também não confirma se os atores originais da série estão reprisando os mesmos papéis. A exceção é que Lynch já havia dito oficialmente que Kyle MacLachlan volta como o agente do FBI, Dale Cooper.

As outras duas capas. A primeira, vendida só na Barnes & Noble, reúne Wendy Robie, Everett McGill e James Marshall; a segunda é com Mädchen Amick, Dana Ashbrook e Peggy Lipton. (Foto: Reprodução)

Mas fotos da série liberadas para a “EW” mostram que muitos dos atores voltaram usando as mesmas roupas de seus personagens originais e trabalhando ou morando nos mesmos cenários. Como são os casos das balconistas do restaurante Double R, Shelly (Mädchen Amick) e Norma (Peggy Lipton); dos agentes do FBI, Gordon (interpretado por Lynch) e o parceiro irascível dele, Albert (Miguel Ferrer, que morreu recentemente); e a telefonista Lucy (Kimmy Robertson) e o guarda – e namorado dela – Andy (Harry Goaz). Até a agente transgênero do FBI, Denise Brown (interpretada por David Duchvony em drag) parece estar de volta.

David Duchovny pode estar interpretando a agente transgênero do FBI, Denise Brown (Foto: EW/Showtime)

O novo “Twin Peaks” conta com a participação de 217 atores. Alguns são novatos na trama, como Jennifer Jason Leigh, Michael Cera e Tim Roth. Outros, nunca apareceram na série, mas já haviam participado do universo lynchiano como Naomi Watts (de “Mulholland Drive – Cidade dos Sonhos”, “Rabbits” e “Império dos Sonhos”) e Laura Dern (“Veludo Azul”, “Coração Selvagem” e “Cidade dos Sonhos”).

Lançada em 8 de abril de 1990 pela rede ABC, “Twin Peaks” virou um fenômeno cultural nos Estados Unidos e ao redor do mundo, especialmente em sua primeira temporada. A série teve 30 episódios e durou 14 meses. A metade da segunda temporada foi um desastre. Lynch e seu co-parceiro, David Frost, 63, tiveram que sucumbir à pressão da rede ABC e revelaram a identidade do assassino de Palmer logo no começo da segunda temporada. A resolução do crime afetou a criatividade de ambos os criadores. A trama ficou frouxa, os espectadores perderam o interesse, a audiência caiu miseravelmente, quase dando traço, e a série foi cancelada pela ABC.

David Lynch e Miguel Ferrer, que morreu recentemente, parecem que estão reprisando os agentes do FBI da série, respectivamente um com problemas auditivos e outro um áspero estraga-prazeres. (Foto: EW/Showtime)

Sobre a volta de Lynch em “Twin Peaks”, o ator James Marshall, que interpretou James Hurley, namorado secreto de Laura Palmer, disse que “é como Jimi Hendrix voltando para um jam session”.

Sherilyn Fenn, que interpretou Audrey Horn, a femme fatale que dava nó no cabo de cereja usando apenas a língua, disse que estava jantando com amigos, quando recebeu um SMS de Lynch sobre o retorno. “Gritei, me constrangi toda e corri para fora como se fosse uma louca”, explicou ela à “EW”.

Lynch, porém, não tinha o número de telefone de todos seus atores. Ele havia perdido contato com Everett McGill, que interpretou Big Ed Hurley, o marido da Nadine, que usa o tapa olho. Quem acabou ajudando o diretor, passando o contato, foi um seguidor de McGill no Twitter.

Segundo a EW, Lynch, no momento, está rodando a última parte da série com dois colaboradores fiéis, o editor Duwayne Dunham e o compositor Angelo Badalamenti.

Em maio, a EW vai lançar, via iTunes, um podcast semanal com debate e análises ao final de cada parte da nova série.

Outro par sem confirmação: a telefonista Lucy (Kimmy Robertson) e o policial desastrado Andy (Harry Goaz) (Foto: EW/Showtime)
As muy “amigas” e os namorados de Laura Palmer: em sentido horário, começando do alto: Sherilyn Fenn, James Marshall, Dana Ashbrook e Mädchen Amick. (Foto: Reprodução)

 

Lynch, por Marc Hom, para a “EW” (Foto: Reprodução)