Capa da ‘Time’ com Trump vira motivo de piada na TV americana

Por Marcelo Bernardes

A decisão de a revista “Time” ter escolhido o presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, como a personalidade do ano de 2016, foi motivo de piadas em todos os talk shows da TV americana na noite de quarta-feira (7). “Em 2016, a Terra registrou o ano mais quente de sua história; o vírus da zika se espalhou pelo mundo; Muhammad Ali, Prince e David Bowie morreram; a Síria implodiu; e o Brexit aconteceu. Parabéns, Donald, por você ter sido eleito a personalidade do ano em um dos piores anos de todos os tempos”, disse o apresentador inglês James Corden no monólogo de abertura de seu programa na rede CBS, o “The Late Late Show”.

Donalda Trump, fotografado pelo inglês Nadav Kander, na capa da revista "Time". (Foto: Reprodução)
Donalda Trump, fotografado pelo inglês Nadav Kander, na capa da revista “Time”. (Foto: Reprodução)

A plateia presente na gravação do programa de Corden vaiou a escolha de Trump pela “Time”. “Relaxem, pessoal!”, brincou o apresentador. Muitos suspiraram em desaprovação quando Jimmy Kimmel deu a notícia em seu “Jimmy Kimmel Live”, da rede ABC, e total silêncio por entre a plateia de Conan O’Brien, apresentador do talk show “Conan”, da rede TBS. “Interessante! Vejo que vocês estão contendo os aplausos”, disse O’Brien.

Em sua piada sobre a capa da “Time”, O’Brien disse: “Quando Donald soube da escolha, ele falou: ‘isso era tudo o que eu queria’. E depois ele abandonou a vida pública”. Ideia similar foi usada por Kimmel: “Trump deve estar mais excitado com essa capa do que com o fato de ser presidente”.

Kimmel, que foi selecionado essa semana para ser o próximo apresentador da cerimônia do Oscar, ainda brincou que a eleição da “personalidade do ano” nem sempre significa que o escolhido seja “a melhor pessoa do ano”. “Mas não diga isso ao Donald”, disse o apresentador. E emendou: “Seleções passadas incluíram Gandhi, Josef Stálin, Winston Churchill, Nixon, Obama e Hitler. Definitivamente, Trump se encaixa nesse grupo. Você decide onde ele se posiciona”.

Donald Trump cedeu uma entrevista ao programa “Today” na manhã de quarta (7), logo após Nancy Gibbs, editora da “Time”, ter anunciado em primeira mão a escolha da revista para 2016.  “É uma tremenda honra”, disse o presidente-eleito, que também chamou a publicação “de uma revista muito importante”. “Tive sorte suficiente de estar na capa da revista muitas vezes neste ano e no ano passado”, completou Trump.

Durante a briga que manteve com a imprensa americana durante sua campanha eleitoral, Trump criticou a cobertura da “Time”. No ano passado, via Twitter, já havia discordado com o fato de a chanceler alemã Angela Merkel ter sido eleita “personalidade de 2015”. “Eu avisei a vocês (leitores) que a “Time” jamais me escolheria como personalidade do ano apesar de eu ser um grande favorito. Eles escolheram uma pessoa que está arruinando a Alemanha”.

Apesar de “finalmente” ter sido a eleito como “personalidade de 2016”, Trump disse no programa “Today” que não gostou do subtítulo que os editores da revista escolheram para a capa: “Presidente dos Estados Divididos da América”. “Quando você diz estados divididos da América, eu não os dividi. Ele estão divididos agora. Tem um monte de divisão, e a gente vai unir tudo de novo e vamos ter um país que ficará bem curado”, disse Trump.

O apresentador Stephen Colbert, do “The Late Show”, da rede CBS, brincou com o fato de Trump ter declarado guerra à mídia em 2016.”Até entendo que ele desconfie da imprensa. Olha a capa: parece que eles (a revista) deram uma de penetra para tirar a foto. Além disso, revista Time, não pense que a gente não percebeu que vocês colocaram chifres de diabo na cabeça dele”.

O apresentador Stephen Colbert "notou" que a Time colocou "chifres de diabo" na cabeça de Trump. (Foto: Reprodução)
O apresentador Stephen Colbert “notou” que a Time colocou “chifres de diabo” na cabeça de Trump. (Foto: Reprodução)

Kimmel foi outro apresentador a zombar da foto da capa. “Parabéns ao fotógrafo (o inglês Nadav Kander) que fez a imagem. Ele conseguiu que Trump ficasse imóvel por 30 segundos, sem tuítar. O fotógrafo, sim, deveria ter sido eleito a personalidade do ano”.

Entre os dez finalistas para o título de personalidade do ano, estavam a ginasta Simone Biles, um dos destaques da Rio-2016; a cantora Beyoncé; e o empresário Mark Zuckerberg. Hillary Clinton ficou em segundo lugar por entre a votação do editores, mas foi a vencedora na votação popular feita no website da revista. “A Hillary consegue ganhar alguma eleição popular que ela tenha vencido?”, zombou Kimmel sobre o fato de a democrata também ter vencido Trump por quase 2 milhões de votos de vantagem na eleição popular, mas perdido para o republicano no Colégio Eleitoral, que decide o verdadeiro ocupante da Casa Branca.

Seth Meyes, apresentador do “Late Night’, da rede NBC, usou um personagem do seriado ”Game of Thrones” em sua piada sobre a reação da democrata. “Quando Hillary soube que tinha ficado em segundo lugar na decisão da “Time”, ela correu para bem dentro da floresta e agora está vivendo com o Bran Stark”.

O apresentador Seth Meyers zombou que Hillary, segundo lugar na votação da "Time", agora está vivendo "no fundo da floresta com Bran Stark". (Foto: Reprodução)
Seth Meyers zombou que Hillary Clinton, segundo lugar na votação da “Time”, agora está vivendo “na floresta com Bran Stark”. (Foto: Reprodução)

Foi Kimmel, porém, quem arrancou muitos aplausos, ao tentar sumarizar a seleção da “Time”. ”Essa capa é bem importante mesmo, pois 2016 poderá ser um de nossos derradeiros anos”.