Onça Juma e problemas no Rio são debatidos na imprensa americana

Por Marcelo Bernardes

Não é uma boa semana para a imagem dos Jogos Rio-2016 na mídia americana. Questões sobre segurança durante o evento olímpico, crise financeira no Rio de Janeiro, o vírus zika e a morte da onça Juma na segunda (20) foram temas de artigos nos jornais e na TV nesta quarta (22).

Num editorial hoje (22) para o jornal The Los Angeles Times, Robert Muggah e Nathan B. Thompson, respectivamente diretor de pesquisa e pesquisador do Instituto Igarapé, com sede no Rio de Janeiro, analisam os problemas de segurança que o Brasil pode enfrentar durante as Olimpíadas. Entre eles estão uma ameaça, feita em novembro de 2015, depois dos ataques terroristas coordenados na cidade de Paris, por um auto-proclamado jihadista de descendência francesa, de que o Brasil “será o próximo alvo” de um ataque do Estado Islâmico; ou a vulnerabilidade da internet no país, com mais de 1.500 hackers envolvidos em 12.400 ataques contra órgãos governamentais ou de outras entidades (incluindo o site oficial da Rio-2016, que saiu do ar temporariamente em 11 de maio) na rede desde 2012.

Screen Shot 2016-06-22 at 8.52.41 AM
Pesquisadores Robert Muggah e Nathan B. Thompson escrevem editorial sobre segurança no Brasil para a edição de hoje (22) do jornal Los Angeles Times. (Foto: Reprodução)

O editorial cita os esforços do governo, incluindo treinamento de policiais e militares em Boston, Nova York e França, e o sucesso da segurança em mega-eventos como a passagem do papa Francisco pelo país em 2013 e a Copa do Mundo, em 2014, mas aponta que, internamente, a segurança é falha para os brasileiros, especialmente para os moradores das favelas. Segundo estatísticas levantadas pelo Instituto de Segurança Pública do Rio e citadas no artigo, a população carioca lidou com 1.715 assassinatos entre janeiro e abril deste ano, um aumento de 15% se comparado com o mesmo período no ano passado. “À um custo excepcional, (o Brasil) está assumindo seriamente essas responsabilidades. Entretanto, o país também precisa priorizar urgentemente questões de segurança pública e estratégias de segurança à longo prazo – especialmente para as populações mais vulneráveis do Rio de Janeiro”, escrevem os pesquisadores no Los Angeles Times.

A entrevista coletiva que o prefeito do Rio, Eduardo Paes (PMDB), deu na terça (21) para tentar melhorar a imagem dos Jogos Olímpicos na mídia estrangeira foi citada em artigo de hoje (22) do jornal USA Today, sob o título “prefeito do Rio insiste que a cidade não está falida”. A reportagem aponta problemas como o desemprego, greve dos professores no Rio e a suspensão de aulas nas universidades públicas, além do fato de que muitos funcionários da Rio-2016 vão trabalhar de graça.

Jornal USA Today repercute entrevista com prefeito do Rio de Janeiro. (Foto: Reprodução)
Jornal USA Today repercute entrevista com prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes. (Foto: Reprodução)

O vírus zika também foi citado hoje na TV. Savannah Guthrie, co-âncora do programa matutino “Today”, da rede NBC (que detém os direitos exclusivos da transmissão dos Jogos Olímpicos nos EUA), anunciou que o jogador norte-irlandês de golfe Rory McIlroy, quarto colocado no ranking mundial, não vai representar seu país na modalidade por causa do vírus. “A minha saúde, e também a de minha família, vem antes de tudo”, disse o atleta em declaração oficial. A própria âncora, que está em seus primeiros meses de gravidez, anunciou recentemente que não vai mais se juntar ao time de repórteres da emissora viajando para o Rio. No sábado (18), o colunista Mike Vaccaro, do jornal New York Post, que cobriu os últimos seis Jogos Olímpicos para o matutino, disse que não vai para a Rio-2016. “Normalmente, (essa notícia) me traria profunda frustração. Mas mosquitos de verão já me aterrorizam na Jones Beach e Jersey Shore (praias populares de Nova York e Nova Jersey). Então, não estou infeliz de me poupar de encontros com A.aegypti e A. albopictus”, escreveu.

Âncoras do programa "Today" apresentam reportagens sobre jogador de golfe que não vai a Rio-2016 por medo do vírus zika e morte da onça Juma em Manaus. (Foto: Reprodução)
Âncoras do programa “Today” apresentam reportagens sobre jogador de golfe que não vai a Rio-2016 por medo do vírus zika e morte da onça Juma em Manaus. (Foto: Reprodução)

Também notícia hoje foi a morte da onça Juma, abatida com um tiro de pistola depois de fugir e avançar em direção a um militar em Manaus. O fiasco de ter um animal acorrentado, segurado por dois militares, para ser fotografado num evento de passagem da tocha olímpica, foi citado por vários jornais, entre eles, dois dos maiores em circulação do país, o The New York Times e o USA Today. Na TV, Matt Lauer, co-âncora do programa “Today”, resumiu bem o incidente ao apresentar a notícia, uma das principais desta quarta (22): “agora vamos a um estranho evento ligado aos Jogos Olímpicos”.