Site Mashable muda foco e passa a noticiar com vídeos

Por Marcelo Bernardes

O site de notícias Mashable – lançado há 11 anos como um blog de agressiva e esperta cobertura de tecnologia e mídia social para depois expandir suas áreas de atuação também com reportagens sobre política, mundo e economia – passou por um grande terromoto editorial nesta semana. Na manhã de quinta (7), Pete Cashmore, CEO da empresa, anunciou, via memorando postado no site LinkedIn, a demissão de 80 funcionários da empresa, incluindo mais de duas dezenas de jornalistas.

Screen Shot 2016-04-08 at 7.23.11 PM

Seguindo o mesmo caminho de empresas de novas mídias como a Vice, Vocativ, BuzzFeed e Vox, o Mashable será reestruturado para ser um website com notícias apresentadas em formato de vídeos. Haverá também forte ênfase na criação e produção de publicidade nativa que, desde o ano passado, segundo Cashmore, se transformou na principal fonte de receita da empresa. “Nós estamos igualmente aptos a contar histórias em textos e vídeos, e essas histórias agora vivem nas mídias sociais, TVs e serviços over-the-top (termo que designa o sistema de distribuição de filmes e conteúdo televisivo sem que os usuários precisem assinar um serviço de TV a cabo para recebê-los)”, escreveu Cashmore em seu memorando.

O Mashable vai continuar privilegiando conteúdo jornalístico nas áreas de tecnologia, cultura da web, ciência, mídia social, entretenimento, negócios, moda e estilo, mas vai riscar por completo sua cobertura política e internacional. Segundo uma fonte ouvida pelo jornal New York Times, Cashmore acredita que essas áreas estão apresentando um “declínio em significância”. Entre os jornalistas demitidos na quinta, estava todo o staff das editorias de nacional e internacional, agora completamente dizimadas.

A má notícia na redação do Mashable chegou justamente quando os funcionários da empresa, com sede em Nova York, esperavam por boas novas. Na semana passada, o website recebeu um investimento de US$ 15 milhões da Turner Broadcasting, controlada pelo conglomerado de mídia Time Warner, e cujas subsidiárias incluem as emissoras de TV CNN, TBS, TNT e Carton Network.

Os vídeos da nova fase do Mashable serão co-produzidos pelas emissoras TBS e TNT e também distribuídos nas múltiplas plataformas desses canais. Jim Roberts e Seth Rogin, quer eram executivos do Mashable desde que deixaram o jornal New York Times há dois anos, foram demitidos na quinta-feira. O website agora será comadado por Greg Gitttrich, ex-chefe de conteúdo da Vocativ e também um dos produtores do bem recebido seriado “Dark Net” do canal Showtime. Gittrich assume a mesma posição que tinha na Vocativ. O outro novo executivo é Ed Wise, que comandava o departamento de vendas de publicidade nativa no popular site de humor “Funny or Die”.