Rio-2016 deverá bater recordes de publicidade na TV americana

Por Marcelo Bernardes

A rede de TV NBC, que detem os direitos exclusivos de transmissão dos Jogos Olímpicos do Rio para o mercado americano, calcula que o evento esportivo que acontece a partir de agosto deverá se tornar o maior em vendas de publicidade da história da TV dos Estados Unidos.

Até o momento, a NBC já comercializou um pouco mais que US$ 1 bilhão em anúncios. Segundo a emissora, se as negociações com as agências de publicidade continuarem no mesmo ritmo, os Jogos do Rio vão superar os de Londres, que ainda detêm o recorde da maior receita publicitária para um evento midiático de todos os tempos no país, com US$ 1.3 bilhão em anúncios vendidos em 2012.

A NBC revelou que chegou ao US$ 1 bilhão de anúncios com a Rio-2016, quatro meses antes de alcançar a mesma marca com a Londres-2012. “O mercado se encontra muito saudável”, disse Seth Winter, vice-presidente de vendas de publicidade do NBC Sports Group.

Uma das principais razões para o sucesso publicitário da Rio-2016 é o fuso horário. Desde 13 de março, quando o horário de verão passou a vigorar nos Estados Unidos, a costa leste americana ficou apenas a uma hora atrás dos relógios cariocas. Todas as transmissões, inclusive as popularíssimas provas de atletismo, serão feitas ao vivo durante o horário nobre da TV dos EUA. Os Jogos Olímpicos do Rio serão os últimos a serem realizados no hemisfério ocidental até, pelo menos, 2024. Coréia do Sul, Japão e China sediam respectivamente em 2018, 2020 e 2022 as próximas edições de inverno e verão dos Jogos Olímpicos.

Entre os programas especiais criados pela rede NBC, está um talk show noturno a ser apresentado ao vivo, direto do Rio de Janeiro, por Ryan Seacrest. No talk show, Seacrest deverá entrevistar atletas que foram notícias durante o dia e também apresentar reportagens especiais e bem humoradas sobre os Jogos. Na noite desta quinta (7), Seacrest apresenta, em Los Angeles, a final da derradeira temporada do programa “American Idol”.