NY vai ver uma das maiores retrospectivas de Burle Marx antes do Brasil

Por Marcelo Bernardes

Roberto Burle Marx (1909-1994) vai ganhar sua primeira grande exposição nos Estados Unidos. A partir do dia 6 de maio, o Jewish Museum, com sede em Nova York, lança “Roberto Burle Marx: Brazilian Modernist”, que reúne 150 obras do paisagista – de pinturas e esculturas à peças de tapeçaria e jóias. A mesma exposição chega ao Museu de Arte Moderna, no Rio de Janeiro, em novembro de 2017, ficando em cartaz até março de 2018. Será a terceira parada da exposição, que entre junho a outubro de 2017, será apresentada em Berlim.

O Jewish Museum vai mostrar designs inéditos para sinagogas e outras construções arquitetônicas dedicadas à cultura judaica que Burle Marx, cujo pai era judeu-alemão, criou na última fase de sua carreira. Em Nova York, a exposição fica em cartaz até o dia 18 de setembro de 2016. Um catálogo de 224 páginas, com mais de 200 fotos, será lançado às vésperas da exposição.

Jardim criado por Burle Marx para a cobertura da sede do Banco Safra, em São Paulo. (Foto: Leonardo Finotti)
Jardim criado por Burle Marx para a cobertura da sede do Banco Safra, em São Paulo. (Foto: Leonardo Finotti)