Na série ‘Outsiders’, selvagens ocupam montanha e bebem uísque alucinógeno

Por Marcelo Bernardes

Eles são feios (têm dois que se acham bonitinhos), sujos e malvados. Os integrantes do clã Farrell vivem no topo de uma das montanha da reserva Apalache, no estado da Vírginia, em caso de ocupação ilegal e código de lei todo próprio, quase medieval. Como o Unabomber, o terrorista americano que vivia numa floresta, era adepto do movimento anticivilização e matou três pessoas em 1995, os Farrell não têm nenhum contato com a tecnologia. Pior: o Unabomber pelo menos sabia escrever. Os Farrell são completamente analfabetos. Falam inglês rudimentar, a higiene pessoal é quase inexistente, fazem bacanais explícitos à luz da fogueira e fabricam “um uísque branco” capaz de provocar alucinações, além de outras graves contra-indicações.

Quando descem para a cidade, geralmente não saem de lá sem criar um banzé e sem carregar um corpo inerte de volta. Com mini-buggies que parecem saídos do mundo pós-apocalíptico de “Mad Max”, fazem um arrastão motorizado, trafegando por entre os amplos corredores de uma megaloja, sob olhares incrédulos de funcionários e clientes, para roubar desde materiais de construção a outros produtos essenciais à sobrevivência na floresta. Com esses homens (e mulheres) da montanha, ninguém folga. A polícia local vem tentando evitar o confronto por décadas, até que uma empresa de carvão quer reaver a terra ancestral ocupada, e o despejo dos Farrell se torna uma tragédia iminente.

“Outsiders”, série que estreou na noite de terça (26), promete. É um drama repleto de segredos e conflitos familiares, com elenco promissor. Trata-se da terceira produção original da emissora WGN America, que, em 2014, lançou os seriados “Salem”, inspirado no julgamento real das bruxas de uma cidade colonial do Massachussets durante o século 16, e o ótimo “MANH(A)TTAN”, espécie de “Mad Men” passado no mundo dos cientistas responsáveis pelo projeto de construção das primeiras bombas atômicas na cidade de Los Alamos, no estado americano do Novo México, durante os anos 40.

O elenco de Outsiders
O clã Farrell em “Outsiders”: os atores Kyle Gallner, David Morse, Gilliam Alexy, Ryan Hurst e Joe Anderson. (Foto: WGN)

O modelo a ser seguido aqui por seu criador Peter Mattei, diretor do filme indie “Amor nos Tempos do Dinheiro”, é um encontro entre os seriados “Justified” e “Sons of Anarchy”, com leves pinceladas shakesperianas. “Outsiders” é estrelado por David Morse (atualmente visto no filme “Um Homem entre Gigantes”, com Will Smith). Ele é Big Foster, grandalhão que vive às turras com a mãe, Lady Ray (Phyllis Somerville), a líder do grupo por décadas. Impopular e ambicioso, Big Foster agora quer conquistar o poder, mesmo que o matricídio venha a ser a única opção.

Screen Shot 2016-01-27 at 8.25.06 PM
David Morse interpreta Big Foster, o impopular futuro líder dos Farrell. (Foto: WGN)

Big Foster tem um grande desafeto, o primo Asa (Joe Anderson), um dos bonitões citados, que volta para o topo da montanha após ter decidido largar a família e rumar para Los Angeles, onde morou por dez anos, sob os confortos da civilização moderna. Ele volta sabendo ler, tem corte de cabelo moderno, camisas xadrezes que caem bem para um encontro de sábado à noite e até carteira de motorista. Pelo ato de rebeldia, Asa é condenado por Lady Ray a passar seis meses numa jaula de metal e cimento no meio da floresta. A líder esotérica também acredita que a volta dele é a conclusão de uma profecia.

 

O retorno de Asa também gera problemas amorosos. Lil’ Foster (Ryan Hurst), filho de Big Foster, agora namora uma ex-paixão do desertor, a ruiva G’winveer (Gillian Alexy). Para completar a turma dos Farrell, está o jovem Hasil (Kyle Gellner), que começa a flertar com os prazeres carnais e do dinheiro, após se apaixonar pela balconista da megaloja que seus familiares costumam saquear.

Screen Shot 2016-01-27 at 8.25.19 PM
O jovem ovelha negra Hasil (Kyle Gellner) se apaixona por balconista da cidade e se corrompe aos olhos da família (Foto: WGN)

“Outsiders” começa com o grupo de empresários da companhia de carvão obrigando a polícia local a agir rapidamente. O policial Wade Houghton, o outro protagonista da série, é interpretado por Thomas W. Wright, o ótimo ator australiano de “Top of the Lake”, série da cineasta Jane Campion. Ele sabe que o enfrentamento não vai acabar bem. Mesmo assim, inicia o confronto, afixando a ordem de despejo numa árvore na entrada da montanha. Wade também carrega o segredo de um embate passado com os Farrell.

Screen Shot 2016-01-27 at 10.33.30 PM
O ator australiano Thomas M. Wright interpreta o policial que tenta desalojar os Farrell da montanha. (Foto: WGN)

Os produtores de “Outsiders” são o ator Paul Giamatti e o roteirista Peter Tolan (criador do seriado “Rescue Me”). A primeira temporada, de 13 episódios, já foi toda rodada. A julgar pelos bons números iniciais de audiência da pequena WGN America, um milhão de pessoas sintonizaram o canal na terça, o drama tem boas chances de ter chegado para ficar.

Siga o blog também no twitter