Governo brasileiro faz “abordagem muito agressiva” ao zika, diz autoridade

Por Marcelo Bernardes

Em entrevista, na manhã desta quinta (28), ao âncora de TV George Stephanopoulos, do programa “Good Morning America”, o médico imunologista Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Saúde dos EUA (NIH, na sigla em inglês), disse que os casos do vírus zika no Brasil e países do Caribe aumentaram de “uma maneira alarmente”, mas que o “governo brasileiro está fazendo uma abordagem muito agressiva” em relação ao combate da epidemia.

O médico Anthony Fauci foi o entrevistado do "Good Morning America" nesta quinta, 28. (Foto: Reprodução)
O médico Anthony Fauci foi o entrevistado do “Good Morning America” nesta quinta, 28. (Foto: Reprodução)

Stephanopoulos quis saber do médico se as Olimpíadas no Brasil representam um risco. “O que os brasileiros estão fazendo e planejando é, provavelmente, a melhor maneira, numa instância imediata, de encurtar o que vem a ser um condutor muito agressivo. Eles estão tentando se livrar do mosquito, não só com o uso de inseticidas, mas também junto as fontes de respiração desses mosquitos como a água parada em potes ou dentro de pneus”, respondeu Fauci. O médico foi uma das autoridades de saúde que se encontraram na quarta (27) com o presidente Barack Obama para discutir o avanço do zika.

Reportagem do "Good Morning America" mostrou cenas de combate ao zika no Sambódromo carioca. (Foto: Reprodução)
Reportagem do “Good Morning America” mostrou cenas de combate ao zika no Sambódromo carioca. (Foto: Reprodução)