Revistas com papa Francisco e Sarah Jessica Parker encalham nas bancas

Por Marcelo Bernardes

O papa Francisco e a atriz Sarah Jessica Parker não foram muito fotogênicos em 2015. O líder religioso mais poderoso do mundo e a atriz de “Sex and the City” não empolgaram os leitores que compram revistas em bancas, e os títulos dos quais eles foram capas neste ano tiveram os mais baixos números de vendas.

Screen Shot 2015-12-13 at 3.55.10 PM

Em 28 de setembro, para celebrar sua visita aos Estados Unidos, o papa Francisco apareceu na capa da revista “People”. Foi a edição da publicação especializada em celebridades que menos vendeu no ano. Capas da “People” com as atrizes Blake Lively e a veterana Joan Collins também tiveram resultados ruins.

O papa Francisco na capa da People, lançada hoje nos Estados Unidos. (Foto: Reprodução)

Já Sarah Jessica apareceu nas capas menos populares do ano das revistas “Cosmopolitan” e “Harper’s Bazaar”. A “Cosmopolitan” que tem média de venda de 500 mil edições em banca, comercializou apenas 400 mil no mês em que a atriz foi capa. Celebridades como a cantora country Miranda Lambert, Jennifer Aniston e o casal Brad Pitt e Angelina Jolie venderam bem quando apareceram em capas de revistas como a “Marie Claire” e “Vogue”.

Screen Shot 2015-12-13 at 3.53.54 PM

Entre as edições de sucesso do ano, a mais notória é a “Vanity Fair” de julho, com a transgênero Caitlyn Jenner na capa. A edição vendeu 400 mil cópias em banca, batendo recorde de cinco anos, que pertencia ao ator Johnny Depp, capa da revista em janeiro de 2011.

Taylor Swift, Miley Cyrus e Adele podem vender milhares de CDs, mas em se tratando de capas populares da revista de música “Rolling Stone” durante 2015, o gosto popular foi para os clássicos do rock e da cultura popular. A edição de 29 de janeiro da publicação, com Stevie Nicks na capa, foi a mais vendida do ano, seguida da banda Rush e do comediante do “Saturday Night Live” John Belushi (1949-1982).

Screen Shot 2015-12-13 at 3.54.39 PM

O fim do casamento da dupla de cantores de música country Blake Shelton e Miranda Lambert foi a edição da “People” que mais vendeu: 804 mil exemplares. E a revista nem tinha ideia do escândalo que estava por vir: de Gwen Stefani ter sido o pivô da separação. A segunda capa mais vendida do ano, foi a separação de Ben Affleck e Jennifer Garner.

Screen Shot 2015-12-13 at 3.57.46 PM

No geral, o ano de 2015 continuou apresentando declínio de vendas para as revistas: 12% a menos que no ano passado.

Screen Shot 2015-12-13 at 3.57.11 PM