Melhores roteiristas de 2015 escolhem suas frases favoritas do cinema

Por Marcelo Bernardes

A revista de estilo do jornal “New York Times” pediu a alguns roteiristas de Hollywood que se destacaram em 2015, todos com chances no Oscar, para apontar a frase favorita deles no cinema.

As respostas:

Paolo Sorrentino, diretor de “Youth”:

– “Nessa cidade eu sou a lepra com o maior n煤mero de dedos”, do filme “A Chave do Enigma”, dirigido por Jack Nicholson (1990)

Phyllis Nagy, “Carol”

– “Bem, contanto que a madame esteja pagando, porque n茫o escolher o de vicunha?”, “Sunset Boulevard”, de Billy Wilder (1950)

Aaron Sorkin, “Steve Jobs”

– “O que fazemos agora?”, “O Candidato”, de Michael Ritchie (1972)

(Foto: Reprodu莽茫o/New York Times)
(Foto: Reprodu莽茫o/New York Times)

Alejandro Gonz谩lez I帽谩rritu, “O Regresso”

– “Qual 茅 sua maior ambi莽茫o na vida? – Me tornar imortal…e depois morrer”, “Acossado”, de Jean-Luc Godard (1961)

Amy Schumer, “Descompensada”

– “Estamos descompensados como os trens”, “O Filho de Jesus”, de Alison Mclean (1999)

Cary Fukunaga, “Beasts of No Nation”

– “Odeio cobras”, “Os Ca莽adores da Arca Perdida”, de Steven Spielberg (1981)