Mulheres fizeram história em Hollywood no final de semana

Por Marcelo Bernardes

Mulheres fizeram história em Hollywood neste final de semana. Pela primeira vez, três filmes produzidos por grandes estúdios e dirigidos por mulheres – as americanas Jessie Nelson e Angelina Jolie e a mexicana Patricia Riggen – chegaram aos cinemas no mesmo dia, na última sexta-feira. Os resultados foram irregulares, mas duas dessas produções, conseguiram ficar entre as cinco maiores bilheterias do fim de semana.

As cineastas Jessie Nelson, Patricia Riggen e Angelina Jolie tiveram filmes produzidos por grandes estúdios e lançados no mesmo dia. (Fotos: Divulgação)
As cineastas Jessie Nelson, Patricia Riggen e Angelina Jolie tiveram filmes produzidos por grandes estúdios e lançados no mesmo dia. (Fotos: Divulgação)

“O Natal dos Coopers”, terceiro filme da cineasta Jessie Nelson, estreou em terceiro lugar, logo após os imbatíveis (por duas semanas) “007 Contra Spectre” e o desenho animado “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts, o Filme”, arrecadando US$ 8.4 milhões.

O longa, que estreia no Brasil em 3 de dezembro, é uma comédia natalina estrelada por Diane Keaton, John Goodman e Olivia Wilde, sobre quatro gerações de uma mesma família se reunindo para as festividades de fim de ano. A diretora Jessie estava afastada do cinema há 14 anos. Seu último filme foi “Uma Lição de Amor”, com Sean Penn e Michelle Pfeiffer. Produzido em parceira pelos estúdios CBS Films e Lionsgate, “O Natal dos Coopers” teve bom resultado na bilheteria, considerado por seus produtores como “acima da expectativas”. Os críticos, porém, odiaram a produção.

Em quinto lugar na bilheteria, com US$ 5.8 milhões, ficou “Os 33”, sobre o drama dos mineradores chilenos que ficaram soterrados por 69 dias, caso acompanhado com interesse internacional em 2010. Estrelado por Antonio Banderas, Juliette Binoche e Rodrigo Santoro, o filme foi dirigido pela cineasta mexicana Patricia Riggin. Ela lidou com um orçamento de US$ 25 milhões. O estúdio Warner Bros. projetava retorno de US$ 8 milhões na bilheteria americana neste final de semana. Mas, apesar de o filme não ter correspondido às expectativas, ele deve rapidamente superar seus custos de produção com a ajuda da bilheteria internacional.

Com lançamento limitado em apenas dez salas de cinema, “À Beira Mar”, terceiro filme dirigido pela atriz Angelina Jolie, arrecadou um total de US$ 95 mil. O estúdio Universal esperava retorno um pouco maior, em torno de Us$ 135 mil. Mas a produção, com Angelina e o marido dela, o ator Brad Pitt, interpretando um casal em crise durante viagem pelo litoral francês, deve ter maiores chances, quando chegar a um número maior de salas de cinema nos próximos dias. O último trabalho da cineasta Angelina, o drama sobre a Segunda Guerra “Invencível”, arrecadou US$ 163 milhões mundialmente no ano passado.