Gisele Bündchen diz que foi atitude, e não beleza, que a tornou famosa

Por Marcelo Bernardes

Em entrevista ao famoso jornalista Charlie Rose, âncora do programa de TV “CBS This Morning”, Gisele Bündchen é perguntada se o fato de ela ter se tornado a modelo mais bem paga do mundo e com o maior número de capas de revistas de todos os tempos foi por causa da beleza dela. “Não, de maneira alguma. Acho que foi por causa da minha atitude. Acho que foi por causa de nunca ter reclamado. Se eles dissessem: ‘ Gisele, vai lá, abaixo de zero e usando um biquini, e comece a pular; ei, Gisele, está 40 graus no Vale da Morte (na Califórnia), vamos fotografar… Queria fazer o meu melhor. Se decido fazer algo, se alguém deposita confiança em mim, não quero desapontar ninguém. Não sou essa pessoa”.

E Gisele continuou, fazendo o jornalista cair na gargalhada: “Se resolver limpar meu apartamento, você poderá comer do chão. Eu sou essa pessoa.”

Gisele Bündchen em entrevista, hoje cedo, ao jornalista Charlie Rose, âncora do programa "CBS This Morning".
Gisele Bündchen em entrevista, hoje cedo, ao jornalista Charlie Rose, âncora do programa “CBS This Morning”.

A entrevista foi pré-gravada, em um quarto de hotel, e foi para promover o novo livro de fotografias da modelo, publicado pela editora alemã Taschen e já esgotado, apesar de seu preço salgado: US$ 700, o que foi motivo de piadas em outros programas.

Charlie Rose pergunta a Gisele sobre o fato de ela ter mudado o mundo da moda, fazendo as revistas aposentarem o “look heroína-chique” de modelos como Kate Moss e apostar nas curvas, como saudava a matéria de capa com Gisele, feita em 1999 pela edição americana da revista Vogue. “Acho que estava no lugar certo, na hora exata e com a atitude correta. Você tem que lembrar que teve sempre uma parte de mim que era a de ser a perdedora. Tem sempre uma parte dessas que fica com você.”

Sobre Gisele ter perdido seu valor como modelo de capa de revistas, tão cedo em sua carreira, aos 20 anos, ao assinar contrato de US$ 25 milhões com a Victoria’s Secret, em 2000, ela diz: “Naquela época era ‘ou você é modelo de capa da Vogue ou você faz catálogo. Foi uma grande decisão para mim. Era muita grana. Lembro de conversar com minha agente e ela disse que era uma decisão difícil para eu fazer, pois talvez nunca iria aparecer na capa da Vogue novamente. E disse que tinha de me arriscar, de não aparecer mais em editorial de moda. ‘Quando é que eu vou ganhar US$ 25 milhões novamente?'”

Gisele cita frase do pai para falar sobre o sucesso do casamento dela com o jogador de futebol americano Tom Brady: ” a qualidade de sua vida, depende da qualidade de seu relacionamento amoroso”. No estúdio, a co-âncora de Charlie Rose, Gayle King (também melhor amiga de Oprah Winfrey), disse que nunca viu Gisele “tão cândida assim em entrevistas” e elogiou a frase do pai da modelo. “Ela é muito verdadeira”.