Damien Hirst vai distribuir chocolate contrabandeado em NY

Por Marcelo Bernardes

Neste sábado de Halloween, a loja-galeria Other Criteria, de propriedade do artista plástico inglês Damien Hirst, vai fazer um ato de desobediência achocolatado! A loja, que fica no bairro novaiorquino do SoHo, vai distribuir quase dez quilos de chocolates da marca inglesa Cadbury, que agora são proibidos de ser importados para os Estados Unidos. Os fãs dos chocolates Cadbury, criados na Inglaterra em meados do século 19, chamam essa proibição de “chocapocalipse”.

A loja Other Criteria, do artista plástico inglês Damian Hirst, no SoHo. (Foto: Marcelo Bernardes)
A loja Other Criteria, do artista plástico inglês Damian Hirst, no SoHo. (Foto: Marcelo Bernardes)

A crise começou quando a empresa americana Hershey, a maior fabricante de chocolates (US$ 7.15 bilhões em vendas em 2013) dos Estados Unidos e que comprou os direitos de fabricar e revender os produtos da Cadbury em 1988, por US$ 300 milhões, abriu um processo, no ano passado, contra duas importadoras de produtos ingleses. A Hershey alegou violação de marca registrada.

Alguns empórios de Nova York, como este no East Village, ainda vendem alguns chocolates Cadbury contrabandeados da Inglaterra. (Foto: Marcelo Bernardes)
Alguns empórios de Nova York, como este no East Village, ainda vendem alguns chocolates Cadbury contrabandeados da Inglaterra. (Foto: Marcelo Bernardes)

Em novembro de 2014, uma corte da Califórnia, deu ganho de causa para a Hershey, proibindo que a importadora Posh Nosh, com sede em Nova Jérsey, parasse imediatamente com a importação dos produtos Cadbury. Em janeiro deste ano, a segunda empresa processada, a L.B.B. (Let’s Buy British), com sede na Califórnia, entrou em acordo com a Hershey, cancelando seus serviços de importação e distribuição de chocolates.

Screen Shot 2015-10-28 at 11.07.17 AM

Fãs das deliciosas barras de chocolate e outras guloseimas batizadas de Curly Wurlys, Wispas, Crunchies, Freddos e os ultrapopulares Creme Eggs e Mini Creme Eggs (ovos de chocolate com glacê amarelado dentro) começaram a se mobilizar contra a Hershey, criando uma petição com milhares de assinaturas. Moradores de um bairro de Boston, com população predominante de imigrantes irlandeses, chegaram a criar um movimento de boicote aos produtos Hershey nos supermercados locais. Os chocolates Cadbury, em especial os Mini Creme Eggs, são vendidos pela Hershey agora em todos os Estados Unidos, mas os fãs da marca dizem que o sabor é inferior ao dos produzidos na Inglaterra. Alguns empórios de Nova York continuam a vender o contrabando, mas as opções estão ficando escassas.