Rock in Rio USA é eleito um dos piores festivais do ano

Por Marcelo Bernardes

A edição americana do festival Rock in Rio foi considerada um dos piores eventos musicais do ano, segundo painel de críticos do jornal “Los Angeles Times”. O Rock in Rio USA, que aconteceu em Las Vegas durante dois finais de semana consecutivos em maio e reuniu Taylor Swift, Metallica, Ed Sheeran, No Doubt e Bruno Mars, ganhou nota “C” da publicação.“Logística foi um desastre. Táxis não tinham ideia de onde deixar os passageiros, ônibus especiais não apareciam onde eram esperados. Horários dos shows eram disponíveis somente na internet”.

Os críticos ainda reclamaram do preço dos ingressos: US$ 298 pelo final de semana. Áreas especiais para VIPs também tiveram os maiores preços por entre os festivais analisados, mais de US$ 20 mil por uma cabana especial. Pior que o Rock in Rio USA somente o festival FYF, em Los Angeles, que ganhou nota “D”. Os problemas do festival, que reuniu Kanye West, Morrissey e D’Angelo, foram tão “severos” que os organizadores tiveram que se desculpar com os fãs via email.

Os dois melhores festivais do ano, segundo o “LA Times”, foram o Stagecoach, em Nashville, o maior festival de música country do mundo, que ganhou nota “A”; e o Coachella, na Califórnia, que ficou com nota “A-“. Um dos pontos ruins do Coachella, que reuniu Jack White, Florence and the Machine, The Weeknd e AC/DC, é o público que frequenta o famoso festival. “Movimentar-se pelo Coachella é canja, desde que você tenha protetor solar e um alto nível de tolerância contra universitários folgados e mulheres vestidas de deusas.”