Tori Spelling dá entrevista acoplada a um detector de mentiras

Por Marcelo Bernardes

A tarefa de entrevistar uma celebridade chegou a um novo extremo esta semana. A atriz Tori Spelling decidiu se submeter a uma entrevista para a emissora de TV Lifetime sendo monitorada por um polígrafo. Mais conhecida por seu trabalho na série “Barrados no Baile”, exibida nos anos 90, Tori aceitou passar por um detector de mentiras pois os “tablóides exageram sobre minha vida”. “Essa é minha única chance de esclarecer a verdade,” disse a atriz.

Especialista em polígrafos entrevistou Tori Spelling por oito horas. (Foto: Tony Benitez/Lifetime)
Especialista em polígrafos entrevistou Tori Spelling por oito horas. (Foto: Tony Benitez/Lifetime)

Tori passou oito horas respondendo sim ou não a incontáveis perguntas feitas por um especialista em polígrafos. Dois dias mais tarde, numa entrevista formal gravada em estúdio e com apresentadora, Tori voltou a responder dez das perguntas mais cabeludas, entre elas rumores de perda de virgindade, abuso de cirurgias plásticas e adultério.

A autenticidade das respostas, então, eram confrontadas com o resultado aferido pelo detector de mentiras. Das dez perguntas, Tori foi pega mentindo em três situações, incluindo o fato de que já tinha perdoado o marido, o ator Dean McDermott, por tê-la traído em 2004, fato que virou sanha dos tablóides americanos por semanas. Ela disse que mentiu na resposta pois ainda tem “sentimentos diversos” sobre a traição de McDermott, com quem ela ainda é casada.

Algumas das perguntas respondidas com sinceridade eram inofensivas, como se ela teve raiva da amiga Shannon Doherty durante as gravações de “Barrados no Baile” por chegar constantemente atrasada no set e comprar brigas com o elenco, e se um recente filme não autorizado sobre a série a tinha agradado. Mas também teve espaço para perguntas em estilo tablóide e um verdadeiro momento “TMI” (too much information/informação excessiva).

Em estúdio, 48 horas depois de passar pelo polígrafo, Tori respondeu dez das perguntas mais cabeludas. (Foto: Tony Benitez/Lifetime)
Em estúdio, 48 horas depois de passar pelo polígrafo, Tori respondeu dez das perguntas mais cabeludas. (Foto: Tony Benitez/Lifetime)

Tori revelou que acha que foi escalada para o papel de Donna Martin, em “Barrados no Baile”, porque o pai dela, o prolífico produtor Aaron Spelling, era um dos criadores do seriado. Tori chegou a fazer um teste para o papel sob um nome diferente (Tori Mitchell) e até acredita ter ido bem, mas a diretora de elenco a reconheceu imediatamente. A atriz também confirmou que é verdade que o pai, que amealhou uma fortuna de US$ 500 milhões depois de ter produzido séries de sucesso como “As Panteras” e “Dinastia”, deixou-lhe de herança, após a morte dele em 2006, um valor considerado insignificante diante daquela fortuna: US$ 800 mil. “Esse episódio me ensinou a ser auto-suficiente”, disse a atriz.

Perguntada se realmente fez mais de dez operações plásticas, Tori negou dizendo que se submeteu a apenas duas: nariz e seios. O polígrafo confirmou que ela dizia a verdade. Tori disse que não pretende fazer novas cirurgias, muito embora ache que a de seus seios “já expirou” e que “é necessário retocar”. “Minha filha outro dia, ao me ver tirando a blusa, disse: ‘mãe, seus seios parecem balões de água’.”

O momento “TMI” chegou após Tori ser questionada se tinha perdido a virgindade para um dos quatro atores principais de “Barrados no Baile”: Jason Priestley, Luke Perry, Ian Ziering ou Brian Austin Green. Ela negou e explicou que transou pela primeira vez com um rapaz que não pertencia ao showbiz.

A apresentadora do programa pergunta se Tori se “lembrava da primeira vez” e a atriz conta que usava um vestido preto com flores cor de rosa e que, “depois de transar, o vestido ficou com uma mancha de sangue na parte de trás”. Tori guardou a peça sem lavar, para servir de recordação. Dias mais tarde, durante uma sessão de fotos – que produziria a imagem mais icônica do elenco de “Barrados no Baile” –, a atriz Shannen Doherty vasculhou o guarda-roupa da amiga e selecionou o vestido preto. “Contei para ela que aquele era o vestido com a mancha, mas Shannon disse: ‘ninguém vai ver, o vestido é preto’ e mesmo assim o usou!”

Shannon Doherty com o vestido preto florido de Tori  (Foto: Reprodução)
Shannon Doherty com o vestido preto florido de Tori (Foto: Reprodução)

Tori confirmou que existiu um troca-troca sexual constante por entre os oito atores da série – além de Tori, Shannon e dos quatro rapazes, o elenco ainda contava com as atrizes Jennie Garth e Gabrielle Carteris. Tori disse que transou com Priestley e Brian Austin Green. “Ele me chamava de pequena Chewbacca por causa das minha bochechas grandes,” disse.