Emily Mortimer segue os passos de Ricky Gervais e vira “meta” na TV

Por Marcelo Bernardes

A atriz inglesa Emily Mortimer – que interpretou uma produtora de TV no seriado “Newsroom” e foi duas vezes dirigida pelo cineasta Martin Scorsese – em “Ilha do Medo” e “A Invenção de Hugo Cabret” – é responsável por uma grande proeza em Hollywood. Ela conseguiu convencer o famoso chefe de estúdio novaiorquino, Harvey Weinstein, a interpretar a si próprio, numa ponta, num seriado de TV.

Weinstein, que foi sempre relutante a não fazer uma caricatura de si mesmo, principalmente para tentar não perpetuar a imagem de impiedoso que cultivou por tomar filmes das mãos de vários cineastas e cortar e remontar cenas (o que lhe garantiu o apelido de “Harvey Mãos de Tesoura”) apareceu, ontem à noite, no primeiro episódio da segunda temporada da série “Doll & Em”, criada, escrita e produzida pelas atrizes Emily Mortimer e Dolly Wells.

No seriado da HBO, as atrizes e amigas de infância interpretam versões semi-fictícias de si mesmas. Emily é atriz mais bem sucedida em Hollywood que chama Dolly para se mudar para Los Angeles e trabalhar como sua assistente, depois que a última sofre uma desilusão amorosa na Inglaterra.

As atrizes e melhores amigas na vida real Dolly Wells e Emily Mortimer interpretam versões quase verdadeiras de si mesmas no seriado "Doll & Em". (Foto: Divulgação)
As atrizes e melhores amigas na vida real Dolly Wells e Emily Mortimer interpretam versões quase verdadeiras de si mesmas no seriado “Doll & Em”. (Foto: Divulgação)

Na segunda temporada, as duas se mudam para Nova York e tentam produzir uma peça teatral que escreveram. Elas se encontram com Harvey no palco de um teatro da Broadway para apresentar-lhe o projeto. Harvey quer saber qual é a metáfora embutida no texto dramatúrgico. Inexperientes como escritoras, elas não sabem responder a pergunta do produtor e gaguejam. Em questão de minutos, elas escutam a porta do teatro bater: Harvey deixou-as falando sozinhas.

O produtor Harvey Weinstein interpreta si próprio em "Doll & Em" (Foto: Reprodução)
O produtor Harvey Weinstein interpreta si próprio em “Doll & Em” (Foto: Reprodução)

 

“Doll & Em”, que também é produzido pelo ator Alessandro Nivola (marido de Mortimer) e dirigido por Azazel Jacobs (também co-autor do texto) mostra como Dolly e Emily enfrentam uma silenciosa rivalidade no relacionamento delas.

Em Hollywood, Dolly não se adapta bem sendo assistente da amiga que vem conseguindo bons papéis. Emily, por sua vez, é se mostra implacável quando a amiga lhe passa a perna e consegue ser chamada para um teste de uma importante produção cinematográfica a ser rodada na Inglaterra.

Além do bem sacado lado “meta” da série, que pode ser comparado ao estilo criado e desenvolvido por Ricky Gervais em “Extras” e Stephen Merchant em “Hello Ladies”, “Doll & Em” é imperdível por conta do desfile de celebridades que fazem pontas como si próprias.

Na primeira temporada, Chloé Sevigny, John Cusack e Susan Sarandon fazem um filme (uma versão feminina de “O Poderoso Chefão”) com Mortimer. Numa festa, Sarandon aparece fumando maconha. Na segunda temporada, as participações incluem Mikhail Baryshnikov, Ewan McGregor, Evan Rachel Wood e Olivia Wilde.

Abaixo o trailer da segunda temporada da série.

https://www.youtube.com/watch?t=6&v=AclJ2rs1OWE