Enquanto São Paulo alarga seu espaço público, Nova York encolhe

Por Milly Lacombe

Se em São Paulo o prefeito Fernando Haddad trabalha alargando o espaço público e convidando a população a ocupar as ruas, em Nova York o prefeito Bill De Blasio vai na contra-mão.

No começo da semana ele anunciou que pensa em acabar as praças do Time Square, um dos lugares mais visitados da cidade.

O calçadão no qual turistas podem se sentar ao ar livre e ver artistas que passam se apresentando em performances sob dezenas de outdoors pode deixar de existir, e a culpa é do nu feminino.

De Blasio, eleito pelo partido democrata, teve a ideia depois de receber inúmeras reclamações de novaiorquinos chocados com mulheres que faziam topless no local.

O prefeito também avisou que, diante da epidemia de topless, vai considerar reabrir o espaço para carros.

Uma cidade que diminui o espaço de pedestres em nome de mais carros na rua talvez esteja retrocedendo no tempo.